Agilize seu WordPress tratando erros 404

Entenda os erros 404 do seu WordPress e aprenda a tratá-los da forma correta, turbinando o carregamento do seu site!

Como agilizar seu WordPress tratando erros 404 de forma eficiente. Quem tem um site em WordPress normalmente tem, ou deveria ter, uma grande preocupação em manter o sistema limpo. Isento de plugins e scripts devoradores de recursos, para que o sistema não se torne lento e inadequado.

Embora a utilização de um plugin de cache robusto e configurado de forma correta, e um servidor web capaz de “segurar o tranco” sejam fundamentais, manter a instalação do WordPress o máximo possível longe desse problema é o recomendado.

Devido à arquitetura do WordPress, com suas adoráveis URLs amigáveis, o site também fica responsável por gerenciar as páginas de arquivo não encontrado que eventualmente ocorram no domínio. Tem que ser assim, pois fisicamente as URLs dos posts não existem. Mas são interpretadas pelo sistema e corretamente entregues aos visitantes.

Dessa forma, as páginas com estado de erro 404 não devem ficar armazenadas em cache. O que num momento não estava disponível (em se tratando de páginas ou posts do WordPress) no instante seguinte pode estar devidamente publicado.

O resultado disso é que, a cada vez que um objeto não existente é requisitado por um visitante, o WordPress inteiro precisa ser instanciado no servidor web. Apenas para que uma única página de erro seja gerada.

Ou seja, arquivos inexistentes espalhados pelo site podem custar muito caro em termos de utilização de recursos de processamento.

Como resolver o problema de erros 404?

Existem diversos plugins para WordPress que possibilitam monitorar erros 404, mas o nosso favorito se chama Redirection.

Sua principal função é gerenciar redirecionamentos internamente no WordPress. O monitoramento de erros 404 é uma função extra, mas que o plugin cumpre de forma eficaz.

Uma vez instalado e ativado o plugin, o caminho para encontrar o registro dos erros 404 é o seguinte:

  • Primeiro, você deve entrar em Ferramentas, Redirection, e clicar na opção Módulos. Em seguida será aberta a página de configuração e de logs.
  • No módulo “404 errors”, você poderá clicar no número constante na coluna “acessos” e finalmente visualizará o registro dos erros 404.
  • O trabalho de limpeza destes erros é simples. Encontre o arquivo que não existe e trate de criar um arquivo com o mesmo nome.
  • Se estivermos falando de um post ou página que se foi, crie um redirecionamento para outro lugar. Evitando que o visitante seja brindado com uma página inútil de erro quando, na verdade, ele poderia estar visualizando um post útil e lucrativo.

Evitando o carregamento do PHP para erros 404

Uma outra dica válida é inserir o código abaixo na primeira linha dentro do arquivo 404.php do seu template:

<?php
if ( preg_match("/.*.([A-Za-z]{2,6})$/",$_SERVER[REQUEST_URI])
&& !preg_match("/(htm|html|shtml|php|php4|cgi|txt)$/i",$_SERVER[REQUEST_URI]) ) {
header("HTTP/1.0 404 Not Found");
die("");
}
?>

Este código gera um aviso de erro 404 quando uma página não é encontrada pelo WordPress. O sistema ainda vai buscar na base de dados, mas a renderização da página é cancelada imediatamente após a detecção desse aviso.

E vale ressaltar que este código só é válido em ambiente Apache (cPanel). Os nossos servidores com Nginx tratam disso automaticamente, de maneira inteligente e transparente, não exigindo nenhum tipo de hack.

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.6
Total de Votos: 42

Agilize seu WordPress tratando erros 404

Compartilhe

Publicado por Janio Sarmento – 06 de fevereiro de 2019