Dê um “up” no seu blog com o JetPack Photon

fecharEste post foi publicado há mais de seis meses, e as informações aqui contidas podem estar desatualizadas ou mesmo não terem mais nenhuma validade. Não nos responsabilizamos por eventuais mal entendidos.

Um dos plugins mais expressivos para WordPress atualmente, e não é de hoje, é o JetPack, que disponibiliza para qualquer blog uma série de ferramentas avançadas, que antes estavam disponíveis apenas para os blogs hospedados no wordpress.com. Desde botões de compartilhamento até estatísticas (que não pesam no servidor) e backups automatizados (a única opção paga do JetPack até agora).

Já falamos aqui sobre a utilidade que as CDNs (redes de distribuição de conteúdo) podem ter para acelerar um site, e revisitamos o tema agora para sugerir enfaticamente que todos os blogs passem a utilizar o JetPack Photon que, da maneira mais transparente possível, faz com que todas as imagens do blog sejam carregadas a partir da rapidíssima CDN do WordPress.com.

Utilização básica do JetPack Photon

Para utilizar o Photon, basta seguir os passos abaixo.

  1. Instalar e ativar o JetPack (se ainda não o fez).
  2. Autenticar-se a partir do seu blog no WordPress.com (se ainda não o fez).
  3. Ativar o Photon na tela de administração do JetPack.

Pronto. A partir desse momento seu WordPress estará servindo todas as imagens a partir da CDN do WordPress.com (só as imagens, e não todos os objetos estáticos, fique esperto).

Ativar Photon

Substituindo o TimThumb pelo JetPack Photon

É de conhecimento público que o script TimThumb, apesar de muito útil e de facilitar muito a vida de webdesigners, é um perigo para muitos blogs em função das conhecidas falhas de segurança.

Temas (ou templates, ou leiautes) novos, que não ofereçam suporte às miniaturas nativas do WordPress, são inadmissíveis, são o corolário da preguiça do “desenvolvedor” (nem merecem este título).

Entretanto, muitas pessoas têm temas legados, que não recebem mais atualizações, e acabam impedidas de usá-los devido a essa limitação. Não raro pagaram por esses temas, o que torna ainda mais desagradável essa situação com o TimThumb.

Felizmente, para quem for usuário do JetPack Photon, modificações simples em seus temas permitirão a exclusão completa do TimThumb pelo JetPack Photon.

Entendendo a lógica do JetPack Photon

Para entender como o Photon pode proporcionar a substituição do TimThumb, primeiro é necessário entender como funciona o serviço acelerado de imagens: a URL de cada tag IMG é substituída por uma nova, contendo o prefixo da CDN do WordPress.com, seguida pela URL completa da imagem original.

Para ficar mais claro, vamos usar um exemplo prático.

Um blog de um cliente da PortoFácil tem uma imagem publicada no endereço abaixo:

http://www.simpatiasgratis.com.br/wp-content/uploads/2012/12/20121126220500dinheiro.jpg

Quando o mesmo post é publicado com o JetPack Photon ativado, a URL da imagem muda para:

http://i0.wp.com/www.simpatiasgratis.com.br/wp-content/uploads/2012/12/20121126220500dinheiro.jpg?resize=300%2C199

Sem desmerecer sua capacidade de observação, adicionamos um destaque no código acima, a fim de salientar o endereço da CDN (i0.wp.com, no exemplo) e um sufixo que indica onde se realiza a mágica: ?resize=300,199 (para facilitar traduzimos a entidade %2c para a vírgula, que é o que ela representa).

Agora, vejamos uma URL (fictícia, mas contendo a estrutura completa) de uma miniatura gerada pelo TimThumb:

http://site.com/timthumb.php?src=http://site.com/wp-content/uploads/2012/12/imagem.jpg&w=87&h=79

Observe que as partes da imagem são as mesmas, só que usando uma sintaxe um pouco diferente (usando querystrings em vez de uma URL completa).

Ora, basta modificarmos o código que “chama” a URL de modo a usar uma URL padrão do Photon, e pronto!

Infelizmente, não temos condições de passar uma solução universal para todos os blogs usuários de TimThumb, mas temos certeza de que esta base teórica será um excelente começo para qualquer um que queira modernizar seu leiaute com as vantagens de usar a CDN ultrarrápida do wp.com.

Como último aviso, cabe lembrar que apenas blogs com o plugin JetPack instalado e ativo, e devidamente autenticados no wp.com, poderão se utilizar de quaisquer recursos do Photon. Quem infringir esta regra corre o risco de ter o blog definitivamente banido, sendo impedido de usar qualquer recurso do JetPack.

 

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Compartilhe

Publicado por Janio Sarmento – 12 de dezembro de 2012