Experiência do Usuário (UX) e o seu Negócio

A experiência do usuário (UX) é o centro de um negócio de sucesso. Veja como usar tecnologia, visual e arquitetura da informação para conquistar seus clientes.

No mundo digital, a experiência do usuário (UX, a sigla para User Experience) é falada e aclamada por todos como o centro nevrálgico do sucesso. A UX deve ser a responsável pela arquitetura, pela jornada, pelo resultado final.

Em tempos de experiência mobile, de interações variadas e fluxos de informação cada vez mais rápidos, a UX será a responsável por ancorar a marca e seu produto ou serviço na alma do usuário – e garantir o seu sucesso.

experiência do Usuário_postits

Não à toa, o termo “Design para Inovação” figura entre as principais competências esperadas para startups, segundo levantamento realizado pela organização 100 Open Startups (2017) junto a uma considerável amostra de executivos e investidores ao redor do mundo.

Ao implementar práticas de design, acontecem mudanças na organização, seja na cultura ou nos processos utilizados, já que para que as soluções de UX funcionem, é preciso mudar e reestruturar. Por conta do olhar humano, o desenvolvimento dai da tecnologia em si e passa a ter como prioridade a concepção de produtos e serviços (Norman, 2010).

Ao propor qualquer coisa, é fundamental se perguntar:

  • Qual será o ganho?
  • Se não mudarmos, o que acontece?
  • Quais são as consequências a curto prazo?
  • Quais são as consequências a longo prazo?
  • Como comunicar a urgência da mudança?

Experiência do cliente é a percepção que as pessoas têm de suas interações com uma organização. É preciso cuidar de cada aspecto – criação, venda, logística, atendimento, pós-venda. Tudo conta.

UX é, assim, o elo de tecnologia, negócios e design. Os especialistas em UX são designers que entendem de TI, ambiente e modelo de negócios. A UX é responsável por evitar problemas em produtos digitais. Ele cuida de mapear fluxo, entender relação com o negócio, o que influencia nos custos de desenvolvimento. Além disso, o setor de experiência também cuida de SEO e adiciona vantagens competitivas a apps.

Experiência de usuário em negócios

O fundamental quando a gente pensa em experiência do usuário é entender profundamente os contextos. Pergunte: quem são os clientes envolvidos? Quais aparelhos usam? Onde acontece a interação (em trânsito? Em casa? Na academia?); quais são os benefícios?

Para ter respostas mais próximas do real, entreviste os seus clientes potenciais e desenvolva personas, os perfis de comportamento de cada tipo de usuário. É interessante analisar empresas do mercado (sim, seus concorrentes) e ver como os clientes deles interagem. A última camada é pensar tecnicamente a linguagem visual do seu projeto, sua arquitetura de informação, funcionalidades, tipografia, interface do usuário e estratégia de conteúdo.

Dicas para ter sucesso

  • Seja claro e se comunique com a mesma língua do seu público-alvo;
  • Use títulos para facilitar a compreensão dos ícones ;
  • Prepare respostas para todas as ações feitas pelos usuários;
  • Teste todo o seu site, em vários dispositivos.

Para ler mais e acompanhar o assunto: UX Collective BR.

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.95
Total de Votos: 21

Experiência do Usuário (UX) e o seu Negócio

Compartilhe

Publicado por Lucia Freitas – 30 de outubro de 2018