Hyper Cache: instalando corretamente

fecharEste post foi publicado há mais de quatro meses, e as informações aqui contidas podem estar desatualizadas ou mesmo não terem mais nenhuma validade. Não nos responsabilizamos por eventuais mal entendidos.

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

 

Uma das reclamações mais constantes de quem deseja ter um bom plugin de cache em seu blog WordPress, mas já teve alguma vez a bomba do WP-Cache ou do WP-Super-Cache instalado, é que o novo plugin simplesmente não funciona. A causa para este problema é o fato de o WP-Cache ter um método de instalação que foge muito dos padrões dos aplicativos a que os usuários medianos estão habituados.

Com o passar do tempo o WP Super Cache amadureceu muito, e atualmente é o melhor plugin de cache disponível para WordPress.
Desejamos um Cache sensacional para você

Desejamos um Cache sensacional para você

A título de ilustração: ontem tivemos problema com um cliente novo, cujo VPS estava com a carga muito alta, e a causa era o blog principal que ocupava muito processamento. Ao perguntar ao dono do blog sobre o cache ele informou que havia instalado o Hyper Cache, mas que ele não funcionava. Após remover os restos do WP-Cache e repetir a instalação do Hyper Cache conseguimos reduzir a carga do VPS em mais de 95%.

Os sete passos para ter o Hyper Cache funcionando perfeitamente após um WP-Cache problemático são os seguintes.

#O quêPor quê
1Desativar o WP-CacheÉ necessário que o WP-Cache esteja inativo para evitar problemas nos passos seguintes.
2Remover o plugin WP-Cache usando o gerenciador de pluginsFaremos isso porque não queremos esse plugin criando problemas no futuro próximo ou distante.
3Utilizando o gerenciador de plugins do WP, adicionar o Hyper Cache, e em seguida ativá-loEsta primeira instalação vai criar o ambiente necessário à total limpeza do WP com relação aos caches.
4Desativar o Hyper Cache e removê-lo pelo gerenciador de pluginsCom este procedimento faremos com que o desinstalador interno do WP, ao remover o Hyper Cache recém instalado, também faxine os restos do WP-Cache eventualmente sobrando.
5Utilizando o gerenciador de plugins do WP, repetir o procedimento de instalação e ativação do Hyper CacheEsta será a instalação definitiva do Hyper Cache, que logo estará plenamente funcional no blog.
6Entrar na configuração do Hyper Cache e ativar o cache de páginas, e a compactação gzipAtivar a compactação gzip por dentro do Hyper Cache é um procedimento que vai economizar banda, além de facultar a entrega mais rápida das páginas aos navegadores dos visitantes. Como a compactação ocorre uma única vez, no momento da geração do cache, não há superprocessamento desnecessário.
7Salvar as novas configuraçõesAo salvar as configurações, o Hyper Cache instantaneamente passará a fazer o cache das páginas, à medida que elas forem acessadas, imediatamente baixando a carga do servidor e acelerando o carregamento das páginas.

Crédito da imagem: Bolt of Blue via Flickr

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Compartilhe

Como viver feliz para sempre com seu provedor de hospedagem
Ajude o WordPress a entregar seus e-mails