O guia para resolver problemas no WordPress

Um guia rápido para resolver os mais frequentes problemas no WordPress. Dicas fáceis que vão ajudar a manter seu site funcionando.

Quem nunca teve problemas com o WordPress que atire a primeira pedra. A plataforma que turbina 30% da Internet exige de seus usuários um mínimo de conhecimento. Temas, plugins e muitas vezes os servidores causam dores de cabeça que todos gostaríamos de não ter.

E hoje é dia de você, nosso leitor, receber nosso conhecimento sobre os mais frequentes problemas no WordPress totalmente de graça. Um tutorial para evitar e resolver as ocorrências mais comuns no WordPress – e ajudar a abrir um chamado em nosso suporte com mais objetividade, o que facilita e agiliza o atendimento.

Problemas no WordPress

Método de solução de problemas no WordPress

Quem já tem alguma experiência no WordPress ou já viveu algum problema, com certeza já ouviu uma das duas perguntas a seguir: o seu site está atualizado? Os plugins estão atualizados?O seu tema está atualizado?

Sim, uma fonte eterna e permanente de problemas no WordPress são os plugins. Esses elementos, que simplificam e facilitam muitas tarefas diárias, podem ser a fonte da dor de cabeça. Tanto eles quanto temas (use sempre bons produtores e temas já testados) podem ser causa de instabilidade no site.

Para resolver essa questão, a galera do WordPress.org construiu um… plugin. O Health Check & Troubleshooting garante o diagnóstico fácil para quem não sabe o que fazer em caso de problema.

Health Check & Troubleshooting, o novo plugin WordPress.org

Para instalar, siga o caminho no seu painel: Plugins > Adicionar novo e busque o Health Checker & Troubleshooting (dica: está logo no início, entre os principais plugins, como o Editor Clássico). Instalado e ativado, o plugin irá aparecer como um submenu do Painel. Em caso de problema, clique Resolução de Problemas (ou Troubleshooting, se você usa a versão em inglês) e clique em Resolver Problemas.

Aí vem a mágica. O plugin desativa todos os plugins e usa o tema padrão do WordPress (hoje, o Twenty Seventeen) só para o admin. Ou seja, você acaba de voltar ao estágio inicial do site com um clique, uma versão limpa do WordPress, sem nenhum plugin ativo. E você pode fazer localmente os testes, ativando os plugins um a um e descobrindo qual é a fonte da sua dor de cabeça.

Achou? É um plugin? Então:

  • Verifique atualizações;
  • Se o plugin está atualizado e deu problema, você pode tentar usar uma versão anterior ou investigar a causa da incompatibilidade (recomendado para nerds). Para usar a versão antiga, entre no diretório do WordPress.org, baixe a versão antiga e envie para o servidor por sFTP.
  • Caso isso não funcione, entre em contato com o suporte e peça a versão anterior do site.

Segundo o departamento não oficial de estatísticas, 90% dos problemas de funcionamento são relacionados à compatibilidade entre temas e plugins. Mesmo que você não consiga resolver sozinho o problema – nossos gênios sempre estarão às ordens – já é um ótimo começo saber onde está o X da questão.

Erro 500 – erro interno de servidor ou internal server error

Erro 500 é outra questão recorrente em instalações WordPress. As causas comuns?

  • .htacess corrompido, com regras incorretas;
  • Tema com problemas
  • Plugins com problemas
  • Problemas de arquivos do WordPress
  • Erro de limite de memória do PHP

 

.htacess

Esse arquivo pode disparar calafrios para quem entende um mínimo de WordPress e nada de código. Ele contém as configurações Apache do servidor web e é responsável por regular o acesso a arquivos, fazer redirecionamentos, definir regras de cache e organizar o funcionamento do WordPress de forma geral.

O bom é que esse arquivo tão importante é muito fácil de ser restaurado. Entre no servidor (sFTP) e renomeie o seu .htacess (está na pasta dos arquivos do wp-config) e renomeie (.htacess-antigo é uma opção).

Volte ao site. Se funcionar, ótimo. Entre no dashboard, Configurações>Links permanentes e salve sem mexer em nada. Esse processo criará um novo .htacess correto.

Se isso não resolver, como vc está sem acesso ao site, será preciso entrar no servidor pelo sFTP e renomear a pasta plugins para desativar todos de uma vez.

Caso você tenha dificuldades para resolver, lembre que o nosso suporte está sempre a postos e com backups prontos do seu site para tomar as medidas necessárias.

Erro de conexão com o banco de dados

Quando esse aviso aparece, certeza: o WordPress não consegue acessar o banco de dados.

Pode ser por excesso de conexões causado por muitos visitantes simultâneos (jamais na PortoFácil, mas pode acontecer); plugins mal comportados; excesso de carga ou erro na configuração do wp-config.

A última opção não existe se você não realizou uma migração recentemente. Em caso de erro de conexão com o banco de dados, sempre verifique os dados de conexão com o hostname e IPs corretos e também se o usuário do banco de dados tem os privilégios corretos – precisa poder ler e escrever pelo menos, para funcionar, vale lembrar.

Limite de memória excedida

Esse problema acontece frequentemente em hospedagens compartilhadas. A razão é o uso do WordPress da memória do servidor, que é pequeno – máximo de 64 Mb. Se esse erro aparece para você, mesmo com poucos visitantes, é preciso atenção.

Primeiro: sua hospedagem pode estar sendo muquirana e não entregando memória suficiente para o funcionamento do seu site e sistema. E você pode estar usando algum plugin mal comportado que está sobrecarregando o sistema.

Para resolver, você pode editar o arquivo wp-config e aumentar o limite de memória – o que não vai resolver patavina caso o limite seja do servidor. Caso o erro persista, aconselhamos trocar de hospedagem.

Site congelou no modo de manutenção

Já te aconteceu de fazer uma atualização e o site ficar por muito tempo “Em manutenção”? Embora o erro tenha sido bem menos frequente, isso ainda acontece, para irritação geral dos usuários.

A razão e a solução são bem simples. O WordPress cria um arquivo .maintenance na raiz e, às vezes, ele esquece de apaga-lo ao fim do processo. Para resolver, muito simples: sFTP e apaga o arquivo. 🙂

Resumo da ópera

Mesmo o WordPress sendo o CMS incrível que é, ele pode sim ser a fonte da sua dor de cabeça. Neste guia fizemos um resumo rápido das principais causas e soluções. O fundamental, entretanto, é o básico: a sua hospedagem.

O seu servidor é a fonte de todo o bem – e boa parte do mal, se você não escolher direito. Afinal, é a sua hospedagem que define recursos, funções e possibilidades. Aqui na PortoFácil, além do suporte rápido e eficiente, a gente tem a Mônica, backups automáticos, otimização de imagens e muito mais para ajudar você no seu dia a dia como produtor de conteúdo.

Conte conosco para ajudar a manter seu site e seu negócio no ar.

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 5

O guia para resolver problemas no WordPress

Compartilhe

Publicado por Lucia Freitas – 27 de novembro de 2018