TOP 10 ferramentas para medir a performance do site

Medir a performance do site é importante e uma tarefa permanente. Conheça as melhores ferramentas que ajudam a resolver essas questões pontuais.

Performance site

Conheça as TOP 10 ferramentas para medir a performance do site. Você sabia que a performance dos sites é determinada por um conjunto de fatores? Começa da velocidade de carregamento do primeiro pixel, passando pela compactação de tamanho dos arquivos, até seu uso pelos visitantes.

E a web é o melhor lugar para encontrar ajuda na avaliação da performance de um site, descobrindo quais são as correções necessárias. Ou seja, na maioria dos artigos que você encontrará online, o tema será: velocidade de carregamento. Com certeza é o fator fundamental para a boa performance de qualquer site. E, por sorte ou necessidade, há centenas de ferramentas gratuitas à disposição!

Entretanto, como aqui na PortoFácil a gente valoriza tempo e eficiência, este artigo tem como objetivo comentar as dez melhores ferramentas para cada questão que influem diretamente na performance.

Introdução

Performance – ou, desempenho – é uma característica fundamental em qualquer uso da web. Existem muitas ferramentas comerciais à disposição, bem como ótimas soluções gratuitas e de código aberto.

Vale lembrar que a performance do site é um fator essencial para a experiência do usuário e, para isso, são necessárias ferramentas para medir cada aspecto. Porém, o ponto fundamental, atualmente, é o tempo de carregamento percebido.

Por isso, ao desenvolver seu site, tente garantir o carregamento abaixo de um segundo. Acredite, o ideal é carregar em 100 milisegundos, já que qualquer coisa acima disso é perceptível pelo usuário. Acima de 3 segundos, é fato que você vai ganhar taxa de abandono na casa dos 40%.

O objetivo ao testar a performance do seu site é entender como ele se comporta em condições extremas. Por exemplo, em um e-commerce, a página do carrinho costuma ser muito rápida, mas o checkout é mais lento. Pois comunica-se com serviços de pagamento, transportadoras e outros serviços externos.

Sendo assim, para garantir a melhor experiência, você tem que testar os fluxos dentro do site e entender o desempenho deles tanto no navegador como no servidor. E para fazer isso você precisará testar o servidor, a navegação e o site em condições reais de uso.

Ferramentas para entender a performance do servidor

Vamos do começo: a Mônica para Clientes já oferece aos clientes PortoFácil uma visão de carga do servidor. Todavia, como a Internet ainda não está toda hospedada por aqui, você tem boas ferramentas para testar a carga do seu servidor de um ponto único, ou de forma mais complexa.

  • locust.io – Uma ótima ferramenta para testar a performance do servidor.
  • Bees with Machine Guns – Ferramenta para criar micro instâncias EC2 para testar a carga de aplicativos web.
  • Multi Mechanize – Framework para testar performance e carga através de Python. É muito usado para testar performance e escalabilidade.
  • Siege – Aplicativo que permite os desenvolvedores testarem seu código sob condições não naturais. Ou seja, permite teste de carga, bechmark e autenticação básica, HTTP e HTTPS.
  • HTTPperf – Ferramenta que permite construir benchmarks tanto em nível micro como macro. Suas melhores características são: robustez, suporte a HTTP e HTTPS, além de ser extensível, permitindo outros testes de performance.
  • JMeter – Ferramenta que permite testar a performance tanto dos elementos estáticos como dos dinâmicos. Você também pode usá-lo para simular cargas altas num servidor, rede ou objeto.

Entendendo a performance do site

Para entender melhor o seu desempenho, uma das principais ferramentas é o Google PageSpeed Insights. Ou seja, com ele, você tem uma análise de todo o conteúdo e recebe totalmente de graça sugestões para aumentar a velocidade de carregamento e reduzir a carga do servidor.

Precisamos lembrar que tempo de carregamento é fator direto para redução de bounces e aumento da conversão?

Também existem outras excelentes alternativas para a ferramenta do Google, como Pingdom e WebPage Test. E além destes, para medir o desempenho do seu site, há ainda mais algumas ferramentas em código aberto muito interessantes.

Por exemplo, com o Sitespeed.io, o desempenho e velocidade do site é avaliado de acordo com as melhores práticas e métricas de tempo. Sendo muito interessante para quem não é — ainda — cliente da PortoFácil, e tem recursos limitados no servidor. Permitindo prever situações em que a carga pode mandar o seu site para a UTI.

Recapitulando ferramentas para melhorar a performance

Enfim, para fechar, segue a listinha numerada:

  1. Mônica para Clientes
  2. lucust.io
  3. Bees with Machine Guns
  4. Multi Mechanize
  5. Siege
  6. HTTPperf
  7. JMeter
  8. Google PageSpeed Insights
  9. Pingdom
  10. WebPage Test

Fontes: TeachBeacon, Geek Flare, Hubspot

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.9
Total de Votos: 10

TOP 10 ferramentas para medir a performance do site

Compartilhe

Publicado por Lucia Freitas – 28 de março de 2019