Diferença entre WordPress gratuito, WordPress instalado e Blogspot

Uma comparação entre os três sistemas mais populares de publicação na internet: Blogspot, WordPress gratuito e WordPress instalado

Diferença entre WordPress gratuito, WordPress instalado e Blogspot. Qual plataforma usar para criar o seu site ou blog? Blogspot, WordPress.com ou WordPress.org são as três mais usadas no mundo. Por exemplo, existem, hoje, mais de 75 milhões de instalações WordPress no mundo. O sistema, desenvolvido em código aberto desde 2003, garante o funcionamento, entre outros, da PortoFácil, do site da Casa Branca e do Washington Post.

Sendo assim, é possível construir maravilhas em cima do WordPress? A resposta é sim, senhoras e senhores. E, como sempre, tudo depende de seus objetivos e do domínio da ferramenta. Então vamos fazer o seguinte: vamos explicar a diferença entre as três plataformas e depois faremos um comparativo de seus prós e contras.

Prontos? Vamos lá!

blogspot_WordPress

Blogspot x WordPress gratuito x WordPress instalado

Blogspot_WordPress

Definir, entender e perceber qual é o melhor sistema para publicar o seu conteúdo é um dos principais desafios dos produtores de conteúdo. Ou seja, hoje temos um sistema cada vez mais complexo de autopublicação, que vai muito além das plataformas que estamos explicando aqui. Contudo, foco é necessário e esses três (na verdade quatro) sistemas são os maiores do mercado.

Segundo o site Who is Hosting This, existem 172 milhões de sites ativos, dos quais cerca de 75 milhões usam WordPress. Sendo que metade disso, ou seja, cerca de 37,5 milhões estão no WordPress.com, a plataforma de hospedagem da Automattic.

Blogspot

Criado em 1999, o Blogger foi desenvolvido pela Pyra Labs e vendido para o Google em 2003 – época em que a expansão das plataformas de blogs bombava, com inúmeros sistemas em desenvolvimento.

Mantido gratuitamente pelo Google, o Blogspot (ou Blogger) permite criar diversos blogs com uma só conta e personaliza-los como você desejar. Feito em HTML, é possível mexer em temas disponíveis ou usar outros disponíveis. O sistema também oferece gadgets que permitem adicionar funções com simplicidade, sem mexer em código.

Inclusive, no Blogspot você pode ter blogs com domínio próprio (é preciso comprar o nome) ou simplesmente http://o-nome-do-seu-site.blogspot.com

WordPress: gratuito e instalado

O sistema em código aberto criado por Matt Mullenwegg em 2003 mudou muito. A princípio era um sistema para ser instalado no servidor, baseado em PHP e MySQL. Hoje existem dois sistemas em paralelo. O WordPress.org, ou WordPress instalado e o WordPress.com, que tem hospedagem gratuita.

WordPress.com: grátis, mas não muito

O poder do WordPress está às suas ordens – com limites – no sistema que hoje é o centro dos negócios da Automattic. Sim, Mullenwegg, apaixonado por jazz e pelo seu nome batizou a empresa em cima do seu nome…

Por isso, no WordPress.com, as pessoas encontram a possibilidade de ter acesso a uma parte do sistema WordPress sem pagar nada. Sendo assim, basta criar a sua conta e o nome do seu blog. A partir daí é possível usar algumas funcionalidades, temas gratuitos, usar alguns “plug-ins” que ficam disponíveis por padrão e os widgets. Ou seja, pequenos, mas poderosos módulos que permitem aumentar as funções do blog, oferecer newsletters, etc.

Contudo, se você quiser ter domínio próprio, temas específicos ou funcionalidades específicas, será preciso pagar uma assinatura anual para cada um dos serviços. Sim, gratuito, mas não muito.

WordPress.org: instale e voe

No sistema instalado do WordPress, que é mantido pela Automattic e uma comunidade enorme em todo o mundo, você realmente destrava o poder. Por isso, com o WordPress instalado, você pode criar sites exatamente como deseja. Seja um blog, um site institucional ou um portal de notícias. Trocando em miúdos, o céu é o limite.

Aliás, não: no WordPress instalado, o limite costuma ser a sua imaginação. Ou seja, além dos temas básicos, existem literalmente milhares de temas gratuitos muito bons. Outros tantos plugins que expandem e modificam o sistema. E uma imensa comunidade de desenvolvedores que executam a sua ideia direitinho.

Entretanto, com o WP instalado é preciso, além de comprar o domínio desejado, contratar a melhor hospedagem de sites e, caso não entenda nada de programação e design, contratar uma equipe para executar a sua ideia.

Prós e contras de cada sistema: Blogspot x WordPress

FunçãoBlogspotWP grátisWP instalado
FacilidadeAlguns cliques até seu primeiro postAlguns cliques até seu primeiro postÉ fácil de usar, mas tem uma curva de aprendizado
Propriedade e controlePouco controle, conteúdo seuPouco controle, conteúdo seuControle total, propriedade do jeito que você definir
TemasPoucas opções, difíceis de customizarCentenas de opções; customização limitadaMilhares de templates, altamente customizáveis
Produção de conteúdoEditor simples com algumas opçõesEditor simples, com algumas opçõesControle de versões, salvamento automático, customização
Portabilidade DifícilÉ rápido e simples importar e exportar conteúdoPermite trocar de servidor ou migrar para outro sistema com facilidade

Conclusões

Enfim, você vai tirar a sua conclusão de acordo com a sua necessidade. Para nós, produtores de conteúdo de qualidade, a opção é sempre o WordPress instalado por um motivo muito simples: controle total e absoluto.

Por isso, nenhuma plataforma gratuita, por melhor que seja, dá o controle e as possibilidades de uma instalação WP. O domínio custará, em qualquer das três plataformas, o mesmo – no caso de um .com.br, cerca de R$ 40/ano.

Foto destaque: rawpixel on Unsplash

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.8
Total de Votos: 20
Diferença entre WordPress gratuito, WordPress instalado e Blogspot

Compartilhe

Publicado por Lucia Freitas – 29 de julho de 2019