Google “Speed Update” já é válido para todos os usuários

Na atualização do algoritmo de busca, o Google privilegiou o desempenho dos sites para garantir a melhor experiência para os usuários.

O Google Speed Update foi a atualização do algoritmo de buscas feita em julho. A ideia do Google é garantir que os usuários tenham bons resultados também em seus dispositivos móveis.

Uma novidade com gosto de velha, já que a velocidade de carregamento é importante para o resultado nas buscas desde sempre. Tanto é que a gente já escreveu muitos posts sobre o assunto.

Speed Update

Speed Update

Válido desde julho de 2018, o Update causou alguma confusão, e depois, como sempre, a turma se acalmou. O Search Engine Land fez algumas perguntas importantes aos porta-vozes do Google, que traduzimos para facilitar o seu trabalho:

  1. Vocês usarão a velocidade do desktop para o rankear as páginas no desktop?
    Sim, não acontecem mudanças nas buscas em desktop.
  2. Com o índice mobile first, os rankings no desktop usarão qual velocidade, da versão mobile ou da página em desktop?
    A mudança é só para as buscas mobile. Como dissemos no post sobre a mudança
    o ranking será construido com as páginas mobile, mas queremos entregar a melhor experiência de busca para todos os usuários, não importa qual aparelho usem, mobile ou desktop.
  3. O que acontecerá com os sites que recebem a mensagem “indisponível” no PageSpeed Insights? Como eles devem se preparar?
    Os desenvolvedores devem pensar muito sobre como o desempenho afeta a experiência dos usuários e usar todas as ferramentas para fazer essa avaliação. O PageSpeed Insights usa dados do Chrome User Experience Report – um data lake enorme com várias informações de uso de sites no Chrome. Para os sites que não estão lá, recomendamos o uso do Lighthouse – outra ferramenta Google, disponível como extensão do Chrome – para avaliar o desempenho da página.
  4. Vocês podem dizer quanto porcento das buscas será afetada?
    Será uma porcentagem muito pequena.
  5. Haverá queda significativa no ranking caso o site seja afetado?
    A velocidade é apenas um dos fatores para o rankeamento. Tenham em mente que a ideia é oferecer o melhor resultado, portanto páginas lentas podem ainda ter uma boa posição, caso tenham conteúdo relevante.
  6. Haverá algum tipo de notificação no Google Search Console, ou é puro algortimo?
    Será um processo algorítimico. Não haverá nenhuma ferramenta capaz de mostrar se a página foi afetada por esse novo fator.
  7. E se o site tem URL’s AMP, mas as URL’s canônicas são lentas? Como a versão AMP é afetada?
    O algoritmo aplica o mesmo padrão a todas as páginas, não importa qual a tecnologia usada. O objetivo da mudança é melhorar a experiência do usuário. No exemplo dado, como usuários verão a página AMP, será a velocidade desta página que será considerada. Mas se uma página AMP oferecer uma velocidade baixa, ela pode cair nos resultados.

Aqui mesmo no blog da PortoFácil você encontra muito conteúdo sobre como medir e/ou melhorar a velocidade de seu site. Confira:

Mônica e a otimização avançada de imagens;

8 verdades inconvenientes sobre a velocidade dos sites;

O impacto do carregamento do site em negócios digitais;

11 ferramentas para medir a performance do seu site;

Como identificar as causas de um site lento em WordPress;

PortoFácil e CloudFlare: uma parceria para fazer seu site voar;

O que é CDN e quando torna o seu site mais rápido.

 

 

Quero ser cliente da PortoFácil!Contato

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 4.9
Total de Votos: 9

Google “Speed Update” já é válido para todos os usuários

Compartilhe

Publicado por Lucia Freitas – 21 de dezembro de 2018